Archive for the ‘Motivos que levam a uma dieta vegetariana’ Category

21 Motivos Para Ser Vegetariano

O vegetarianismo é a tendência que mais cresce no mundo desenvolvido. Eis 21 motivos porque vc deve pensar em virar vegetariano também:

1- Evitar carne é um dos melhores e mais simples caminhos para cortar a ingestão de gorduras. A criação moderna de animais provoca artificialmente a engorda para obter mais lucros. Ingerir gordura animal aumenta suas chances de ter um ataque cardíaco ou desenvolver câncer.

2- A cada minuto todos os dias da semana, milhares de animais são assassinados em abatedouros. Muitos sangram vivos até morrer. Dor e sofrimento são comuns. Só nos EUA, 500.000 (meio milhão)  de animais são mortos a cada hora!

3- Há milhões de casos de envenenamento por comida relatados a cada ano. A vasta maioria é causada pela ingestão de carne.

4- A carne não contém absolutamente nada de proteínas, vitaminas ou minerais que o corpo humano não possa obter  perfeitamente de uma dieta vegetariana.

5- Os países africanos – onde milhões morrem de fome – exportam grãos para o primeiro mundo para engordar animais que vão parar na mesa de jantar das nações ricas.

6- “Carne” pode incluir rabo, cabeça, pés, reto e a coluna vertebral de um animal.

7- Uma salsicha pode conter pedaços de intestino. Como alguém pode estar certo que os intestinos estavam vazios quando utilizados? Você realmente quer comer o conteúdo do intestino de um porco?

8- Se comêssemos as plantas que cultivamos ao invés de alimentar animais para corte, o déficit mundial de alimentos desapareceria da noite para o dia. Lembre-se que 100 acres de terra produz carne suficiente para 20 pessoas, grãos suficientes para alimentar 240 pessoas!

9- Todos os dias dezenas de milhões de pintinhos de apenas 1 dia de vida são mortos apenas por que não podem botar ovos. Não há regras para determinar como ocorre a matança. Alguns são moídos vivos ou sufocados até a morte. Muitos são utilizados como fertilizantes ou como ração para alimentar outros animais.

10- Os animais que morrem para a sua mesa de jantar morrem sozinhos, em pânico e terror, em profunda depressão e em meio a grande dor. A matança é impiedosa e desumana.

11- É muito mais fácil ser e manter-se elegante quando se é vegetariano.

12- Metade das florestas tropicais do mundo foram destruídas para fazer pasto para criar gado para fazer hambúrguer. Cerca de 1000 espécies são extintas por ano devido à destruição das florestas tropicais.

13- Todos os anos 400 toneladas de grãos alimentam animais de corte – assim os ricos do mundo podem comer carne. Ao mesmo tempo, 500 milhões de pessoas nos países pobres morrem de fome. A cada 6 segundos alguém morre de fome por que pessoas no Ocidente estão comendo carne. Cerca de 60 milhões de pessoas morrem de fome por ano. Todas essas vidas poderiam ser salvas, porque estas pessoas poderiam estar comendo os grãos usados para alimentar animais de corte se os norte-americanos comessem 10% a menos de carne.

14- As reservas de água fresca do mundo estão sendo contaminadas pela criação de gado de corte. E os produtores de carne são os maiores poluidores das águas. Se a indústria de carne no EUA não fosse subsidiada em seu enorme consumo de água pelo governo, algumas gramas de hambúrguer custariam US$ 35.

15- Se você come carne, está consumindo hormônios que foram administrados aos animais. Ninguém sabe os efeitos que estes hormônios causam à saúde. Em alguns testes, um em cada 4 hambúrgueres contém hormônios de crescimento originalmente administrados ao gado.

16- As seguintes doenças são comuns em comedores de  carne: anemias, apendicite, artrite, câncer de mama, câncer de cólon,  câncer de próstata, prisão de ventre, diabetes, pedras na vesícula, gota, pressão alta, indigestão, obesidade, varizes. Vegetarianos há longo tempo visitam hospitais 22% menos que carnívoros e por pouco tempo. Vegetarianos têm 20% menos colesterol que carnívoros  e isso reduz consideravelmente ataques cardíacos e câncer .

17- Alguns produtores usam calmantes para manter os animais calmos. Usam antibióticos para evitar ou combater infecções. Quando você come carne, está ingerindo estas drogas. Na América do Norte 55% de todos os antibióticos são dados a animais de corte, e a porcentagem de infecções por bactérias resistentes a penicilina avançou de 13% em 1960 para 91% em 1998.

18- Num período de vida um comedor de carne médio terá consumido 36 porcos, 36 ovelhas e 750 galinhas e perus. Você deseja tanta carnificina em sua consciência!?

19- Os animais sofrem dor e medo como nós. Passam as últimas horas de sua vida trancados em um caminhão, encerrados com centenas de outros animais, igualmente apavorados, e depois são empurrados para um corredor da morte ensopado de sangue. Quem come carne sustenta o modo como os animais são tratados.

20- Animais com um ano de vida são freqüentemente muito mais racionais – e capazes de pensamento lógico  do que bebês humanos de 6 semanas. Porcos e ovelhas são muito mais inteligentes do que criancinhas. Comer esses animais é um ato bárbaro.

Fonte: http://www.vegetarianismo.com.br

Anúncios

Motivos para se adotar uma dieta vegetariana

São vários os motivos que levam uma pessoa a seguir uma dieta vegetariana, mas os que mais se destacam são as razôes éticas, razões da saúde e razões ambientais

Grande parte das pessoas se torna vegetariana por considerar que os animais têm o mesmo direito à vida de que os seres humanos. E também o vegetarianismo faz parte de princípios éticos de algumas religiões, como o adventismo e o hinduismo (SLYWITCH, 2006).

Quanto à saúde, o vegetarianismo ganha adeptos que alegam que a alimentação sem carne traz benefícios à saúde. Os vegetarianos costumam apresentam menos incidência de doenças cardíacas, diabetes tipo dois, hipertensão e câncer do cólon e na próstata (SLYWITCH, 2006; AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION, 2003).

Características fisiológicas também justificam a escolha, pois os carnívoros apresentam um curto sistema digestivo, tendo 3 vezes o tamanho do corpo e apresentam dentes caninos, sendo apropriados para eliminar rapidamente bactérias de putrefação e  conseguem dilacerar o alimento sem mastigar, enquanto o homem apresenta um intestino  com doze vezes o comprimento do corpo e dentes não tão apropriados para dilacerar uma  carne (NASCIMENTO, 2008).

E por fim, as razões ambientais que levam uma pessoa a se tornar vegetariana são inúmeras, que vêm da consciência de que a criação industrial de animais resulta em um impacto ambiental tanto localmente quanto para o planeta. Um impacto que se destaca é a devastação de florestas, com desertificação do solo e a poluição gerada, tendo como consequência a contaminação de mananciais aquíferos, distribuição inadequada e ocupação inadequada de terras e menor geração de empregos. Cerca de 80% de todo o desmatamento e desaparecimento de florestas no planeta devem-se à pecuária. Tamanha é a gravidade, que, se no Brasil, não reduzirmos em pelo menos 20% o consumo de carne bovina, até 2020 a Mata Atlântica estará extinta (SLYWITCH, 2006; SILVA e MURA, 2007).

Outro ponto importante a se considerar é que grande parte de todos os grãos produzidos no mundo são utilizados para alimentar animais de corte. Em média, oitenta por cento da produção de grãos no Brasil é de soja e milho. E a soja, na forma de farelo de soja, é o principal alimento oferecido aos animais por ser muito rica em proteínas, a qual os deixa muito fortalecidos. Esse exacerbado cultivo, prejudica muito o ambiente, pois desmata e reduz muito com a vegetação natural, deixando os animais silvestres sem o seu “habitat” natural.

Além do que, essa soja em uma fazenda com cem hectares alimenta 1.100 pessoas, enquanto se essa ração for usada para alimentar os bovinos, a carne desses bois iria alimentar apenas oito pessoas. Por este motivo, alimentar os bois com grãos é um modo pouco eficaz de gerar calorias para os seres humanos. Com base nessa afirmação, reduzindo-se a produção de carne iriam existir cereais suficientes para alimentar muito mais pessoas em todo o mundo.

Pois, conta-se, em média, um gasto de 7 kg de proteínas vegetais para obter 1 kg de proteínas animais. Um quarto da área terrestre é utilizado para produção de grãos que se tornarão ração animal e poderiam alimentar milhões de seres humanos. Além disso, para produzir 1 kg de carne, gastam-se quarenta e três mil Litros de água. Uma vaca pode tomar 100L de água por dia sem considerar a enorme quantidade de água usada para limpeza dos frigoríficos e granjas de frangos.  Este é um fato que deve ser muito levado em consideração, pois a combinação de alimentos vegetais pode fornecer uma proteína de alto valor biológico semelhante a da carne. O próximo capítulo irá abordar estas questões (SILVA e MURA, 2007; NASCIMENTO, 2008).

Não sendo suficientes todos estes motivos, outro importante é a questão financeira. Ser vegetariano também acaba sendo mais barato, pois nos restaurantes o que mais pesa na conta são as carnes e as bebidas. A carne de qualquer animal é dezesseis vezes mais cara do que vegetais (NASCIMENTO, 2008).

A figura 1 ilustra a prevalência dos motivos pelos quais uma pessoa resolve seguir alguma dieta vegetariana. Conforme ilustrado na figura, 53 por cento das pessoas se tornam vegetarianas por questões éticas, seguidos de adeptos que têm a preocupação com a saúde, depois por motivos filosóficos e por último por preocupações com o meio ambiente. Porém, ainda não se sabe com precisão o número de adeptos das dietas vegetarianas. Os dados ainda são duvidosos, pois existem diversos conceitos de vegetarianismo e muitas pessoas se consideram vegetarianas apenas por não ingerirem carne vermelha ou por terem reduzido o seu consumo (NASCIMENTO, 2008).