Proteína

A proteína é um macro nutriente bastante discutido entre os vegetarianos, sendo uma das questões mais frequentes a respeito da adequação nutricional das dietas vegetarianas.

A proteína é um nutriente essencial que carrega consigo um grande mito. Antigamente, baseados em modelos de experimentação animal, se acreditava que era necessário consumirmos altos níveis de proteína para se ter uma boa saúde, até que em 1970 foi compreendido o erro na interpretação teórica das necessidades de proteínas para seres humanos e então as autoridades de saúde reduziram esta alta ingestão protéica para um terço do nível que era considerado como mínimo (AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION, 2003; SILWICHT, COUCEIRO e LENZ, 2008; JOHNSTON, 2003).

Essa redução se deu pelo fato de que descobriram que adultos saudáveis que consomem calorias suficientes, atingindo a necessidade energética diária com alimentos de origem vegetal (principalmente grãos) acabaram suprindo todos os aminoácidos essenciais, garantindo a retenção e o uso adequado de nitrogênio, mostrando ainda que proteínas complementares não necessitam ser consumidas na mesma refeição (YOUNG e PELLET, 1994).

Porém, crianças e mulheres grávidas ou lactantes necessitam de mais proteínas quando comparadas a adultos saudáveis, mas esse valor maior é facilmente alcançado ao se acrescentar lentinhas, ervilhas e feijões aos alimentos básicos, como massas, arroz ou pão (AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION, 2003).

Os vegetarianos obtêm proteínas a partir de fontes de origem vegetal, conhecidas como deficientes em aminoácidos essenciais. O valor nutritivo de uma proteína depende de sua digestibilidade (a relação no nitrogênio ingerido e absorvido) e de qual é a sua composição em aminoácidos, portanto podemos dizer que a qualidade de uma proteína varia. Se uma proteína apresentar quantidade desproporcional de um ou mais aminoácidos, ela não será totalmente utilizada, então a quantidade necessária para chegar ao valor recomendado será maior comparado a uma proteína que apresente elevada digestibilidade e tenha balanceado padrão de aminoácidos (COZZOLINO, 2007).

O ovo contém a proteína de melhor digestibilidade, sendo superior à carne bovina. Enquanto o feijão tem o menor valor, por não apresentar todos os aminoácidos essenciais.

Mesmo as proteínas de origem vegetais sendo menos digeríveis que as fontes protéicas animais, também são significativas fontes de proteínas, correspondendo a 65 por cento do total de proteínas ingeridas pelas pessoas do mundo (DUTRA, 2000; SLYWITCH, 2006).

Para adequar a dieta vegetariana quanto à proteína é recomendado ter uma ingestão variada de fontes protéicas para garantir que todos os aminoácidos essenciais sejam supridos.

As leguminosas contêm de 10 a 30 por cento de proteínas e são consideradas as fontes mais ricas de proteínas vegetais, porém elas são pobres em metionina, um aminoácido essencial. Já os cereais, apresentam menos proteína, por volta de 6 a 15 por cento e são deficientes em lisina, também um aminoácido essencial. E esse aminoácido é o que se deve prestar mais atenção devido a dieta da população mundial ser baseada em cereais. Porém, para garantir a ingestão adequada de lisina, basta planejar a dieta usando mais feijões e produtos de soja, em vez de escolher outras fontes de proteínas que não sejam ricas em lisina.

Portanto, a ingestão de leguminosas (feijão, soja, ervilha, etc.) e cereais (arroz, trigo, milho, etc.), apresenta a combinação adequada de aminoácidos, pois os alimentos se complementam entre si, chegando essa combinação a ter o mesmo valor protéico que as proteínas de origem animal (DUTRA, 2000; SLYWITCH, 2006).

Encontra-se um bom  teor de proteínas, também em alimentos de origem vegetal. A carne de vaca apresenta 16 por cento de proteínas, enquanto o feijão apresenta 23 por cento de proteínas, porém, a quantidade de proteína contida no alimento não será a quantidade utilizada efetivamente pelo organismo.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Posted by Luana on 7 de Março de 2010 at 13:57

    Otimo artigo!!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: